Periodontia integrada a 
Implantodontia
Cirurgia para Implantes Dentários











Os implantes são “raízes” artificiais instaladas (implantadas) no osso mandibular ou maxilar. Ao substituir as raízes dentais, possibilita a confecção de prótese sobre eles, permitindo a reabilitação estética e funcional (mastigação), além de devolver a qualidade de vida social ao desdentado. Os implantes dentais proporcionam conforto e eficiência na mastigação, de forma similar aos dentes naturais, sendo superiores ao uso de próteses totais (dentaduras) e próteses removíveis. 

Na atualidade os implantes são fabricados com titânio comercialmente puro, biocompatibilidade cientificamente comprovada. 

Para receber um implante, é preciso que você tenha gengivas saudáveis e ossos adequados para sustentá-lo. Você também deve comprometer-se a manter estas estruturas saudáveis. Uma higiene bucal meticulosa e visitas regulares ao dentista são essenciais para o sucesso de seus implantes!



Enxertias Ósseas

A reabilitação oral por meio de implantes dentários já se consolidou como uma das melhores opções de tratamento protético, quando bem indicada, para casos de perdas dentárias de um ou mais dentes.

 

Diante disso, os desafios reabilitadores aumentaram com o passar do tempo. Novas tecnologias e o avanço das pesquisas fizeram com que situações em que antes seria impossível a colocação de implantes se tornassem possíveis de se resolver.

 

Uma dessas situações seria quando não temos estrutura óssea suficiente para a colocação de um ou mais implantes. Nesses casos, após uma criteriosa avaliação, indica-se a utilização de enxertia óssea.

 

O enxerto ósseo, após a sua colocação no leito receptor, é gradativamente substituído por células ósseas do paciente. O tempo de espera para esse processo varia, de caso em caso, conforme a técnica utilizada, e pode ser de até 8 meses.

 

A forma de utilização, bem como a sua indicação, deve ser avaliada conforme o caso. A enxertia óssea é utilizada desde quando há necessidade de pequenos reparos durante uma cirurgia de implante, até em casos de grandes reconstruções.

 

A partir da perda dentária, varias modificações acontecem na boca e uma delas é a gradativa perda óssea na região. Quanto mais o tempo passa, mais osso é perdido. Em alguns casos, a colocação de implantes torna-se inviável, mesmo com as técnicas de enxertia óssea.

 

A utilização das técnicas de enxertia óssea viabiliza e aumenta a possibilidade do tratamento de perdas dentárias por meio de implantes dentários.